Vinte e oito escolas da Rede Municipal de Ensino de Lauro de Freitas já estão totalmente climatizadas. A iniciativa mostra o esforço e o trabalho desempenhado pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SEMED), em preocupação com a saúde, a produtividade, a concentração e o bem-estar dos alunos matriculados. 

Vânia Galvão, secretária da SEMED, comentou sobre as novas escolas com ar-condicionado. “Agora temos salas mais arejadas, mais frescas para nossos alunos. É fundamental reconhecer a importância da climatização das salas de aula para o bem-estar e desempenho tanto dos alunos, quanto dos professores. Estamos comprometidos em finalizar a climatização em todas as unidades de ensino”, disse Galvão.

Esses pontos refletem diretamente na saúde e no rendimento dos discentes, como conta a pequena Jennifer Silva, de 6 anos. “O ar condicionado melhorou muito. Aqui fazia muito calor e hoje não faz mais”, disse a aluna do 1º ano da Escola Municipal Capiarara, em Capiarara.

A sensação de melhoria também passa pelo corpo docente. Professora da turma, Daniela Silva endossou a fala da aluna. “Está muito mais confortável! O trabalho tem rendido muito mais. Diminuiu o desconforto com o calor, que traz exaustão e com isso a aprendizagem é prejudicada. Então, com o ar condicionado, os meninos estão mais calmos, o cansaço diminuiu e a aprendizagem melhorou bastante”, detalhou. 

A vice-diretora da unidade, Analice Paz, elogiou a instalação dos novos equipamentos nas salas de aula. “Na questão do bem-estar dos nossos alunos isso é excelente. O aluno se sente bem, confortável. Para o docente do dia a dia, na labuta, é difícil lidar com a turma cheia e o calorzão que faz aqui, então, veio em ótimo hora”, contou. 

Já na Escola Doutor Djalma Ramos, em Vida Nova, os alunos estão mais confortáveis e conseguem dividir melhor o espaço com os demais coleguinhas. Everton Pinheiro, vice-diretor da instituição, detalha: “Era algo já esperado e enfim chegou. Estão todos bem confortáveis, as crianças adoraram. Tudo pelo bem estar delas. O ventilador já não comportava mais. Com o calor em alta, atrapalhava, mas agora está maravilhoso”.

Bota casaco, tira casaco. Na Escola Municipal Ana Lúcia Magalhães, no Centro, a rotina tem sido essa. É o que revelou Angélica Ribeira, de 14 anos, aluna do 8º B. “Olha, está bem melhor para se concentrar nos estudos. A gente reclamava muito do calor e não dava para estudar bem”, disse. Diferente da amiga, Michele Vieira, 14 anos, levou seu casaco para a sala de aula e confessou: “Ficou melhor, porque as aulas estão melhores. Não há mais interrupções no momento do ensinamento, como por exemplo, sair da sala para beber água por conta do calor. Agora está dando para entender melhor o que é passado pelo professor (a). Inclusive, eu já trago meu casaco, porque se me der frio, já tenho ele aqui comigo”. 

Três escolas também já estão em fase de finalização de instalação dos ar-condicionados. São elas: Santa Júlia (Itinga), Príncipe da Paz (Caji) e Miguel Arraes (Parque São Paulo).

Confira a lista completa das escolas municipais já climatizadas:


  1. Pedro Paranhos;

  2. Jardim Talismã;

  3. Enock Amaral;

  4. Dom Avelar;

  5. Fênix;

  6. Vila Praiana;

  7. Jacira Fernandes;

  8. Tenente Gustavo;

  9. Vida Nova;

  10. Mário Covas; 

  11. José Ramos;

  12. Vovó Ciça;

  13. Jovina Rosa; 

  14. Catarina de Sena;

  15. Itamar Oliveira;

  16. Paulo Freire; 

  17. Capitulino;

  18. Lagoa dos Patos;

  19. Solange Coelho;

  20. Amauri Cirqueira;

  21. Eurides Sant’anna;

  22. Dois de Julho;

  23. Ipitanga;

  24. Ana Lúcia Magalhães;

  25. Capiarara;

  26. Jardim Ipitanga;

  27. Creche Ana Montenegro;

  28. Doutor Djalma Ramos.

Escolas em finalização:

1 – SANTA JÚLIA (já ligada, porém teve problema com o trafo)

2 – PRÍNCIPE DA PAZ (aguardando ligação,  já solicitada) 

3 – MIGUEL ARRAES (aguardando ligação, já solicitada)

 

Márcio Brito
Serrinha-BA, Blogueiro, Redator, Repórter, Rádio, Site, Magistério, Direitos Humanos, Limpeza Urbana, Manejo de Resíduos Sólidos, Material de Const. e Hospitalar.

    Brasil colherá 297,5 milhões de toneladas de grãos, estima a Conab – ccnnews.com.br

    Artigo anterior

    Não há democracia com fome, diz Lula na OIT – ccnnews.com.br

    Próximo artigo

    Você pode gostar

    Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *