Em meio aos acordes que ecoam do Núcleo de Práticas Musicais de Lauro de Freitas do NEOJIBA, surge uma sinfonia de sonhos realizados protagonizados por dois jovens talentosos: Nailane Bispo e Cristian Souza, que conquistaram seus lugares na prestigiada Orquestra Castro Alves (OCA) do Núcleo Central do NEOJIBA, em Salvador. Ambos, com trajetórias inspiradoras, são exemplos de desenvolvimento e integração social por meio do ensino e da prática musical.

Nailane Bispo, uma jovem de 18 anos, cujas notas de violino contam a história de sua jornada musical desde a inauguração do Núcleo NEOJIBA em Lauro de Freitas, em abril do ano passado, compartilha sua paixão pela música como uma terapia, uma linguagem universal que dá voz aos seus sentimentos mais profundos.

“Já havia tocado violino em um projeto e minha mãe, ao saber da abertura do NEOJIBA em Lauro, me inscreveu. A prática musical é fundamental para mim e sonho seguir carreira como musicista de orquestra. Desde o ano passado, planejava ingressar no Núcleo Central, e este ano me dediquei intensamente à preparação para a audição. Apesar do pessimismo ao não ver meu nome na segunda convocação, me explicaram que isso não significava reprovação, e fui aprovada diretamente. Receber a notícia da aprovação foi um choque, mas estou pronta para essa nova etapa”, contou Nailane que mora no Centro da cidade. 

Do outro lado desse espetáculo musical está Cristian Souza, um jovem de 17 anos que, movido por sua experiência na igreja, encontrou no Núcleo NEOJIBA Lauro de Freitas a oportunidade de expandir sua maestria instrumental. Desde sempre interessado em violoncelo, ele experimentou outras práticas musicais antes de se dedicar ao que se tornou a sua paixão.

“Quando cheguei, o maestro ficou sabendo que eu tinha experiência com sopro, então ele me sugeriu experimentar instrumentos como o fagote. Fiquei uns dois meses nessa prática, mas acabei indo para o violoncelo, que era o que eu sempre quis. Sobre a audição, foi desafiadora. Apesar da experiência com música, só tenho um ano e meio de violoncelo, e foi minha primeira audição. Penso em seguir carreira na música, porque é uma arte que aprecio. É o que penso para a minha vida. Agora, a expectativa para as aulas no Núcleo Central está alta, porque o repertório lá é de nível mundial, e vamos nos esforçar para alcançar esse patamar”, disse Cristian que também mora no Centro. 

Na história dos jovens talentos, o Núcleo Lauro de Freitas marca o início da jornada, e o Núcleo Central se revela como o caminho essencial para o amadurecimento musical profissional. A Orquestra Castro Alves (OCA) representa o estágio intermediário, atuando como um ponto fundamental na trajetória de ambos. É relevante ressaltar que a partir da OCA, emerge a oportunidade de ascender à Orquestra 2 de Julho, que representa o nível mais avançado dentro do NEOJIBA. Os jovens começam a prática musical, em Salvador, em fevereiro de 2024.

Avaliação do mestre 

O maestro e coordenador do núcleo NEOJIBA Lauro de Freitas, Alexandre Guimarães, não contém seu orgulho ao falar sobre os jovens talentos que emergiram no curto período de existência do Núcleo, que ainda vai completar dois anos em 2024. Tanto Nailane quanto Cristian se destacaram como jovens líderes e referências na Orquestra de Lauro, desempenhando papéis fundamentais no suporte à equipe.

Ao descrever Nailane, Alexandre destaca sua notável inteligência, autocrítica e solidariedade no Núcleo. “Desde o início, ela compreendeu a missão de multiplicar conhecimento, superando desafios relacionados à insegurança como instrumentista. Com determinação, se dedicou aos estudos, ficou mais desinibida, inclusive como solista”. 

Sobre Cristian, o maestro destaca sua intensa concentração e dedicação aos estudos. “Apesar de ter experiência prévia com a flauta, Cristian ingressou no Núcleo com um sonho de tocar violoncelo. Mesmo diante das sugestões para explorar outros instrumentos, ele persistiu em seu objetivo, alcançando um rápido crescimento no violoncelo. Além disso, é uma pessoa que tem envolvimento com o propósito de multiplicação do NEOJIBA”. 

“Não à toa, ambos se tornaram jovens líderes. Agora, enfrentarão o desafio de repertórios ainda mais ousados e desafiadores, sustentando diariamente o sonho de integrar o Núcleo Central. Acredito que superarão com facilidade e, da OCA, vejo que ambos têm a capacidade de progredir para a 2 de Julho, participando de turnês internacionais e nacionais, e ações do NEOJIBA que são reconhecidas e respeitadas no mundo”, concluiu o maestro Alexandre. 

 

 

Márcio Brito
Serrinha-BA, Blogueiro, Redator, Repórter, Rádio, Site, Magistério, Direitos Humanos, Limpeza Urbana, Manejo de Resíduos Sólidos, Material de Const. e Hospitalar.

    38ª edição da Lavagem do Caranguejo movimenta bairro de Itinga a partir desta sexta-feira (15)

    Artigo anterior

    Lei Paulo Gustavo: Prefeitura de Lauro de Freitas divulga resultado preliminar de análise dos projetos inscritos

    Próximo artigo

    Você pode gostar

    Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *